top of page
Buscar
  • Foto do escritorGastro Life Day Hospital

Perigos da Automedicação

Dr. Tyrone Magalhães, diretor médico do Gastro Life, alerta para os danos que podem ser provocados pelo uso de medicação não receitada








A automedicação é um dos problemas que mais preocupam os especialistas dos mais variados ramos da medicina, principalmente os da Gastroenterologia, que cuida especificamente dos órgãos e glândulas do aparelho digestivo. É que é este importante sistema que trata inicialmente da absorção dos medicamentos ministrados adequada ou inadequadamente.


De acordo com dados da OMS, Organização Mundial da Saúde, 24 mil pessoas morrem por ano no Brasil vítimas de intoxicação medicamentosa. Este levantamento mostra ainda que 51% dos brasileiros usam medicamentos recomendados por pessoas não qualificadas. E que 44% destes medicamentos são comprados livremente, apesar da obrigatoriedade da apresentação da receita médica.


O gastroenterologista Tyrone Magalhães alerta que os danos para a saúde do paciente que procede desta maneira podem ser irreversíveis. "A automedicação pode causar efeitos indesejáveis, o mascaramento de doenças evolutivas, além da intoxicação medicamentosa, que pode levar à morte.


"Todo paciente deve, antes de tomar qualquer medicamento, ser examinado e orientado por um especialista", explica.


O diretor do Gastro Life Day Hospital assinala ainda que a consulta médica é o momento adequado para que o paciente tire todas as dúvidas com o seu médico, que faz a avaliação do quadro e prescreve com base nos seus conhecimentos e experiência o tratamento adequado para o cliente. "Outra dica importante: não troque o medicamento prescrito pelo seu médico. Não encontrando em uma drogaria, pesquise em outras farmácias. Persistindo o problema, consulte seu especialista para novas recomendações", salientou Dr. Tyrone Magalhães.


Assessoria de Comunicação



57 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page